Se você está começando como Gestor de TI, ou pensa em se tornar um, receba dicas para ter sucesso nessa posição (é grátis)!

Qual a linguagem de programação …

Qual a linguagem de programação...

Qual a linguagem de programação… assim começa a maior parte das discussões, quando um grupo de programadores se reúne e começam a defender suas paixões por suas linguagens prediletas.

Hoje conversando sobre possíveis caminhos que um amigo pensa em tomar em sua carreira, ele demonstrou a intenção de trabalhar remotamente de sua casa, desenvolvendo em Ruby.

Por alguns instantes fiquei meio que congelado. Pensei… Ruby… será que ainda existe mercado para Ruby? Se existe, qual o tamanho desse mercado?

Minha paixonite por Ruby, para ser mais exato por “Ruby on Rails”, começou em 2008 no auge do boom do surgimento das metodologias ágeis, onde a praticidade e velocidade de desenvolvimento utilizando o framework, era realmente um diferencial.

Dentre muitos posts escritos em um dos meus antigos blogs, escrevi um sobre a paixão que se iniciava naquele momento: Ruby on Rails…talvez uma nova paixão

Voltando ao dia de hoje e ao meu amigo, fiquei curioso para saber como está esse borbulhante mercado de linguagens de programação e frameworks e como estaria posicionado o Ruby atualmente.

Será que esse mercado ainda é promissor?

 

Aqui jaz um programador

Antes de continuar, melhor contextualizar minhas próprias paixões.

Costumo dizer aos amigos, que quando morrer, na minha lápide estará escrito: “Aqui jaz um programador”.

Independente de qual posição esteja desempenhando, programação ainda é e aparentemente sempre será, minha maior paixão.

Programo desde 1981, portanto venho programando em quase tudo que foi surgindo durante todos esses anos.

Mas aqui vou manter a linha do que é mais atual.

Delphi é um capítulo à parte na minha vida. Ainda hoje é uma realidade em diversas aplicações que lido no dia a dia. Se preciso desenvolver algo que vai rodar em desktop Windows, ainda é minha primeira opção.

Já desenvolvi intensamente em Java, utilizando diversos frameworks e talvez essa seja a minha linguagem de predileção, por todos os motivos conhecidos por todos.

Já desenvolvi muitas aplicações em VB.net, C#, ASP.net, utilizando toda a filosofia de desenvolvimento Microsoft. Confesso que não é dos ambientes de desenvolvimento que mais sinto saudades. Na verdade, meio que odeio.

Hoje estou muito envolvido com PHP, Javascript, CSS, HTML 5 e node.JS, focando fortemente em aplicações mobile híbridas.

Mas como paixões às vezes acabam em traição, recentemente fui traído pelo “Angular JS”. Afinal de contas sendo bastante sincero, não há lá muito futuro para a primeira versão do Angular.

Para quem já conhece sua segunda versão, talvez entenda o porque de me sentir traído. Angular 2 é um framework completamente diferente, com ausência de grande sacadas como o “two-way data binding“, ao menos na forma como está implementado no Angular JS.

Maiores detalhes sobre essa traição, na excelente palestra do Rômulo Santos para o DevDay 2015 que teve lugar em Belo Horizonte: Angular 2 – É uma cilada Bino.

Enfim… React ai vou eu.

 

Quais as linguagens da moda?

Nos últimos 5 anos, como está a tendência de buscas no Google sobre as linguagens mais utilizadas?

Utilizando o Google Trends, fiz uma pequena comparação sobre as buscas realizadas no mundo todo, relativas às linguagens: Java, C#, PHP, Javascript e Ruby:

Google Trends - Linguagens no mundo

No Brasil a situação não é muito diferente:

Google Trends - Linguagens no mundo

O interesse pelo Java ainda é predominante, mas em queda acentuada. Já o Javascript vem mantendo uma constância há anos, com leve tendência de crescimento.

 

Como fica o ranking das linguagens?

O índice TIOBE que representa o ranking das linguagens de programação, baseado nas buscas feitas em 25 mecanismos de busca.

O ranking das 20 linguagens de programação mais procuradas em Novembro de 2016:

Nov 2016 Nov 2015 Mudança Linguagem de Programação Participação nas buscas Variação
1 1 Java 18.755% -1.65%
2 2 C 9.203% -7.94%
3 3 C++ 5.415% -0.78%
4 4 C# 3.659% -0.66%
5 5 Python 3.567% -0.20%
6 8 change Visual Basic .NET 3.167% +0.94%
7 6 change PHP 3.125% -0.12%
8 7 change JavaScript 2.705% +0.23%
9 11 change Assembly 2.441% +0.56%
10 10 Perl 2.361% +0.33%
11 14 change Objective-C 2.246% +0.82%
12 15 change Swift 2.039% +0.80%
13 48 change Go 2.001% +1.80%
14 9 change Ruby 1.978% -0.06%
15 16 change MATLAB 1.967% +0.78%
16 12 change Delphi 1.950% +0.27%
17 13 change Visual Basic 1.923% +0.24%
18 37 change Groovy 1.811% +1.48%
19 19 R 1.715% +0.70%
20 18 change PL/SQL 1.512% +0.48%

Note a evolução do volume de buscas das 10 top linguagens nos últimos 15 anos:

TIOBE Gráfico

 

Existem vagas para essa área?

Ok, não está lá tão bem posicionada no ranking, mas será que existem posições abertas no mercado, procurando por profissionais que programem nessa linguagem?

Fiz uma pesquisa no Indeed Jobtrends para: Java, C#, Javascript, PHP, and Ruby:

Indeed Jobtrends

 

Papo de programador

Para aqueles que tem intenção de trabalhar remoto e principalmente para aqueles que sonham em trabalhar para empresas no exterior, reuni aqui alguns podcasts interessantes. Papo 100% nerd rsrsrsrsrsrs.

Nerdcast – Programando no Exterior
45 min – 01/04/2016 – Link original
Ouça como é trabalhar fora, entenda que falar inglês é essencial, resolva uma reunião com um e-mail e faça de tudo para ganhar em Euro!

Nerdcast – Plataformas e Arquitetura de Sistemas
51 min – 03/06/2016 – Link original
Entenda como aperfeiçoar a programação PHP e o WordPress, saiba que o Facebook e a Wikipédia foram escritos em PHP e perceba que tudo é moda!

Nerdcast – Trabalho Remoto
51 min – 07/10/2016 – Link original
Vamos contar tudo que você precisa saber sobre trabalho remoto e as ferramentas usadas para isso, inclusive pela galera do Jovem Nerd!

 

Afinal, qual a linguagem de programação em que devo me especializar?

Antes de mais nada, nunca se apaixone pela linguagem de programação em que programa hoje. Amanhã ela pode simplesmente não existir mais.

Mantenha o olho no mercado. Não deixe de ver para onde o mercado está indo.

Utilize os meios de busca que utilizei para este artigo. Não são verdades absolutas, mas se prestar atenção nos gráficos, todos dizem mais ou menos a mesma coisa.

Não há resposta certa para esta pergunta. Procure programar em algo que tenha mercado, mas que você se sinta confortável ao programar. Ninguém merece trabalhar em algo que não gosta e até mesmo detesta.

Voltando ao meu amigo… Ruby… não sei não…

 

Gostou do post?

Gostaria muito de saber sua opinião sobre o conteúdo através de um comentário seu logo aqui abaixo.

Caso ele tenha sido útil para você, aproveite para compartilhá-lo com um amigo ou amiga que precise de idéias como essas para ajudar em seu dia a dia.

Se quiser que avise sempre que houver uma atualização, deixe seu email abaixo.

Informe seu email e clique no botão ENVIAR!

Até o próximo post!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *