Se você está começando como Gestor de TI, ou pensa em se tornar um, receba dicas para ter sucesso nessa posição (é grátis)!

Comprar ou alugar um equipamento: como decidir

Você já passou pela situação de comentar com um fornecedor, que precisa demais de novos servidores ou discos adicionais para seu “disk array”, mas que está sem orçamento para o investimento e ele lhe apresenta como resposta, uma proposta de locação aparentemente irrecusável?

Como você pode ter certeza qual a melhor opção: comprar ou alugar?

Desenvolvi uma planilha que simplifica essa tarefa.

Mencionei na introdução servidores e discos, mas essa planilha pode ser utilizada para qualquer tipo de equipamento da área de TI ou qualquer outra área.

Inicialmente, como era de se esperar, apresentarei a parte prática. Para aqueles que desejarem apenas saber como usar a planilha, segue uma breve explicação e logo abaixo o link para baixá-la.

Logo após, explicarei os conceitos que envolvem seu funcionamento, para aqueles que desejarem entender melhor os cálculos envolvidos em sua operação e possivelmente pretendam alterá-la e adaptá-la para o seu uso.

Comprar ou alugar… vamos à pratica…

Um exemplo prático:

“Precisamos para um projeto que durará apenas 3 anos, de um novo servidor que custa R$ 40.000,00. Estima-se que ao final do projeto, conseguiremos vendê-lo por R$ 18.000,00. O mesmo fornecedor nos oferece a opção de locação do equipamento, com mensalidades de R$ 1.000,00 fixas até o final do projeto. A taxa média de juros de mercado está em torno de 15% ao ano. Qual a melhor opção: comprar ou alugar?”

Na planilha, o exemplo ficaria assim:

Comprar ou Alugar - Viabilidade aluguel x Aquisição

A única informação que não está presente no texto é “Vida contábil (Anos)”.

Dica #1:

Vida contábil, também conhecida como vida útil econômica, é o prazo de vida útil, estimado pela Receita Federal para determinados grupos de bens.

Para os bens de TI, a Receita Federal estima que a vida útil é de 5 anos:

Foram também fixados em 5 anos, pela IN SRF n º 4, de 1985:

– o prazo de vida útil para fins de depreciação de computadores e periféricos ( hardware ), taxa de 20% (vinte por cento) ao ano;
– o prazo mínimo admissível para amortização de custos e despesas de aquisição e desenvolvimento de logiciais ( software ) utilizados em processamento de dados, taxa de 20% (vinte por cento) ao ano.

Para maiores informações sobre o assunto, acesse o site da Receita Federal aqui.

Por esse motivo, informamos para o campo “Vida contábil (Anos)” o valor “5”.

A melhor opção é aquela que cria o maior valor para a companhia, ou seja, aquela que apresenta o menor custo, ou o menor valor de VPL ou Valor Presente Líquido (conceito que veremos a seguir), portanto, a melhor opção em nossa historinha seria ALUGAR.

Para baixar a planilha, clique no link abaixo. Será solicitado que informe seu email, para que a planilha possa ser baixada.

Assim poderei lhe informar, sempre que forem criados novos artigos com planilhas, que poderão tornar seu trabalho mais fácil e prático.

[cta id=”227″ vid=”0″]

Conceitos…

Para explicar melhor os conceitos utilizados nos cálculos, vamos olhar a segunda parte da planilha, os “Fluxos de Caixa” apresentados para cada uma das opções:

Comprar ou Alugar - Fluxos de Caixa

Projetos de investimento

Dois ou mais projetos de investimento podem apresentar três diferentes relações entre eles:

  • Projetos Independentes: apresentam objetivos distintos e a aceitação de um projeto não interfere na imple­mentação de outros.
  • Complementares: quando a aceitação de um dos projetos depende da aprovação de outro(s).
  • Projetos Mutuamente Excludentes: possuem o mesmo objetivo e competem entre si. A aceitação de um dos proje­tos elimina o investimento nos demais.

A definição entre alugar ou comprar um bem, é um exemplo de um projeto de investimento mutuamente excludente.

Análise de Viabilidade

As técnicas de análise utilizadas para ava­liar a viabilidade dos projetos de investimento têm como objetivo básico determinar se o projeto deve ou não ser executado.

As principais técnicas de análise de viabilidade de projetos são:

  • Tempo de re­cuperação do capital (Payback)
  • Taxa in­terna de retorno (TIR)
  • Valor presente líquido (VPL)

A técnica de análise de viabilidade indicada para a avaliação de projetos de investimento mutuamente excludentes é o Valor Presente Líquido (VPL).

Valor Presente Líquido (VPL)

O Valor Presente Líquido (VPL) é a fórmula matemático-financeira, capaz de determinar o valor presente de pagamentos futuros, descontados a uma taxa de juros apropriada, menos o custo do investimento inicial.

Comprar ou Alugar - Valor Presente Líquido

Basicamente, é o calculo de quanto os futuros pagamentos somados a um custo inicial estariam valendo atualmente.

Essa técnica leva em conta o valor do dinheiro no tempo, utilizando taxas de desconto, que podem ser uma taxa de juros de mercado ou uma taxa de retorno exigida pelo investidor.

O VPL é a única técnica de análise de viabilidade, dentre as mencionadas anteriormente, que apresenta em dinheiro o valor criado para o acionista por um novo projeto de investimento.

Alíquota do IR/CSLL

Nas empresas tributadas pelo regime do lucro real, o imposto de renda (IR) e a contribuição social sobre o lucro (CSLL) são calculados com base no resultado da empresa depois de deduzidos os custos e as despesas. Sobre ele incide a alíquota padrão de 34%, sendo em torno de 25% a do IR e de 9% a da CSSL.

Economia fiscal sobre a depreciação

É o que se deixa de pagar de IR/CSLL nos anos de operação do equipamento, pelo fato da depreciação ser um custo dedutível da base de cálculo do IR/CSLL.

Valor residual do bem

Em nosso exemplo, ao final do 3º ano, estima-se que o servidor seja vendido por $18.000. Na contabilidade, o valor líquido do equipamento será de $16.000 ($40.000 – 3 anos de depreciação de $8.000). Como o bem será vendido por $18.000, estima-se um lucro na venda do servidor de $2.000 ($18.000 – $16.000). Sobre este lucro de $2.000 incidirá uma tributação de 34%, ou seja, $680.

Espero que a planilha ajude em seu dia a dia. Qualquer dúvida ou sugestão, comente logo abaixo. Responderei com o maior prazer.

Para baixar a planilha, clique no link abaixo. Para esse download não será solicitado nenhum e-mail. O download será imediato.

 

Gostou do post?

Gostaria muito de saber sua opinião sobre o conteúdo através de um comentário seu logo aqui abaixo.

Caso ele tenha sido útil para você, aproveite para compartilhá-lo com um amigo ou amiga que precise de idéias como essas para ajudar em seu dia a dia.

Se quiser que avise sempre que houver uma atualização, deixe seu email abaixo.

Informe seu email e clique no botão ENVIAR!

Até o próximo post!

28 Comments

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *